Art Traço utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso, e ao continuar navegando você concorda com estas condições.

Calçada de concreto ou paver: qual escolher?

Paver na calçada

Os dois modelos são feitos do mesmo material: o concreto. A diferença está na forma de aplicação e como esse material será adicionado à calçada. Por esse motivo é necessário entender melhor algumas diferenças para facilitar a escolha.

Obedecendo padrões

A padronização é um ponto muito importante a ser lembrado. No caso de concretagem no local, a uniformidade do concreto não pode ser garantida. A cada traço produzido, a quantidade de areia, água, cimento e brita vai mudando, embora seja um pouco, é o suficiente para tornar o resultado final do produto desigual. Os diferentes aspectos visuais de toda a área já são um mau indicador, mas o principal problema com a falta de padronização do concreto na calçada é que o índice de variação do volume pode ser diferente. Isso significa que o concreto pode expandir e contrair em diferentes proporções, o que aumenta a chance de rachaduras e rachaduras. Se a calçada for de blocos pré-fabricados ou concreto usinado, esse problema não ocorre mais. Especificamente, a pavimentadora é um produto industrializado produzido sob estrito controle de qualidade para garantir todas as características de desempenho, incluindo padronização e homogeneidade.


Serviço de Instalação do material

Os métodos de instalação das duas calçadas são bastante diferentes. A calçada de concreto deve ser preparada e nivelada, em caso de tráfego intenso é necessário montar uma estrutura antes do lançamento do concreto. O concreto em si tem uma alta resistência à compressão, mas não tem as resistências à tração e flexão relevantes. O vergalhão tem essa função, daí o nome de concreto armado. O concreto deve ser derramado o mais ininterruptamente possível para garantir que o concreto se torne um todo. Após a concretagem, deve-se observar o período de manutenção antes da realização de quaisquer novos serviços complementares, como a realização de juntas de dilatação (caso não sejam colocadas antes da concretagem) e pintura. Você também precisará esperar um pouco, geralmente 3 dias, para limpar o tráfego na calçada de concreto. Esse período de tempo é necessário para que o concreto atinja o nível mínimo de resistência característica.

A preparação do solo para colocação de pavers deve respeitar as recomendações da ABNT principalmente em relação à compactação e níveis de rebaixamento do terreno.

Os blocos somente podem ser colocados após adicionarem camadas de areia ou pó de brita no solo. O paver não é aderido com argamassa, por isso sua instalação é bem prática,rápida e eficiente quando realizada por uma boa equipe de execução e instalação..

Não há necessidade de juntas de dilatação e os problemas com fissuras e rachaduras são evitados já que os próprios espaços entre as peças já permitem a movimentação de toda a calçada, o contato das peças fazem o intertravamento.

Por não utilizar argamassa de assentamento, não há nenhum processo de secagem e a calçada já está liberada ao tráfego imediatamente após o término da instalação.

 

Durável e de fácil manutenção

Ao longo dos anos as estruturas de concreto, especialmente as que estão expostas à abrasão e intempéries, têm a tendência de apresentar falhas como pequenas rachaduras, desgaste superficial, marcas de infiltração e surgimento de matéria orgânica (plantas ou lodo).

Mesmo com juntas de dilatação executadas, é possível que as variações térmicas causem falhas. Além disso, umidade, surgimento de matéria orgânica como lodo, vegetação, são outros problemas comuns nas calçadas de concreto.

Por isso, é preciso tomar cuidado quando os primeiros sinais de problemas aparecerem, e fazer manutenções periódicas nos materiais de concreto. Essa manutenção pode ser feita de maneira mais ágil quando os pavers são utilizados já que a troca das peças é de fácil instalação e não há necessidade de depositar várias camadas de argamassa como no concreto líquido. É possível refazer áreas danificadas, e reparos pontuais em calçadas de concreto, contudo há um risco da padronização ser afetada.

As calçadas de paver também demandam manutenção contra o surgimento de matéria orgânica, porém, como já vimos, não sofre com trincas e rachaduras.

Assim, pode-se afirmar que a durabilidade da calçada de paver é maior, e quando é preciso fazer algum tipo de manutenção (peças soltas) é possível fazer a reposição sem comprometer a padronização da calçada.
 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO